35 pontos das praias de Floripa estão impróprios

A primeira análise de balneabilidade realizada pela FATMA (Fundação do Meio Ambiente) em 2016, testou 208 pontos em Santa Catarina e 35% deles foram reprovados.

Em Florianópolis a situação é delicada, dos 75 locais testados, 40 estão em boas condições e 35 estão impróprios para banho.


Para dizer se um ponto é próprio ou impróprio para banho, são comparados resultados das análises feitas em amostras, coletadas cinco vezes consecutivamente. A análise busca pela presença da bactéria Escherichia Coli, presente em fezes animais e humanas e que pode causar doenças, além de outros organismos que podem ser prejudiciais à saúde. Quando em 80% das análises, a quantidade de bactérias fica inferior a 800 por 100 mililitros, o ponto é considerado próprio.

“Indicamos aos banhistas que procurem locais que estejam com condições favoráveis para o banho, preservando assim a saúde. A alteração desses pontos se deve a vários fatores que vão desde chuvas, falta de saneamento, etc”, comenta Márcio Luiz Alves, diretor de Proteção dos Ecossistemas da Fatma.

As coletas foram realizadas nos municípios de Araranguá, Balneário Arroio do Silva, Balneário Gaivota, Balneário Camboriú, Balneário da Barra do Sul, Balneário Rincão, Barra Velha, Biguaçu, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Governador Celso Ramos, Imbituba, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Piçarras, Porto Belo, São Francisco do Sul e São José.

Clique aqui e verifique o relatório completo de balneabilidade

Caso você encontre algum ponto de despejo de esgoto, ligações irregulares ou qualquer outro tipo de crime ambiental, entre em contato com a Fatma pelo telefone 0800 644 8500 e faça a sua denúncia.

Veja mais: Floripa é o 9º destino mais competitivo do país

Foto: Celso Martins/Daqui na Rede/Divulgação

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!